Premiê espanhol quer ‘integrar muçulmanos’ e remover o catolicismo das escolas

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

O socialista Pedro Sánchez, declaradamente ateu, foi empossado como novo Primeiro Ministro da Espanha no início do mês de junho.

Após rejeitar fazer o juramento de posse diante de um crucifixo ou uma Bíblia, Pedro Sánchez colocou a mão sobre uma cópia da Constituição.

Em entrevista à revista espanhola El Plural, o novo primeiro-ministro da Espanha declarou:

Sou ateu e acredito que a religião não deve estar nas salas de aula, deve ficar só nas igrejas. Nas salas de aula você tem que formar cidadania, não pessoas com crenças religiosas, algo que é da esfera privada.

Apesar dos discursos e ações em defesa do “Estado laico”, dias atrás, a revista católica The Tablet apresentou várias propostas do Partido Socialista, do qual Sánchez faz parte, acusando-o de ser anticatólico, mas pró-Islã.

De acordo com informações do Gospel Prime:

A revista salientou que Sánchez prometeu remover os símbolos religiosos das instituições, bem como acabar com o financiamento público para a Igreja Católica, que congrega a maioria da população do país (67%). Além disso, pretende remover a religião do currículo escolar.

Por outro lado, está fazendo acenos aos muçulmanos da Espanha, dizendo que dedicaria atenção especial à “plena incorporação de comunidades islâmicas ao projeto europeu e ao reconhecimento da contribuição árabe para a cultura europeia”.

Em outras declarações, afirmou que não permitirá que “qualquer denominação religiosa tenha tratamento preferencial”, embora diga que apoiará leis onde “as convicções e expressões ideológicas, religiosas, culturais e de gênero sejam respeitadas”.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.