Português   English   Español

Premiê esquerdista quer retirar Cristianismo da Constituição grega

Socialistas da Grécia querem retirar Cristianismo da Constituição

O primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, está encabeçando um movimento para que o Estado separe-se completamente da Igreja Ortodoxa Grega.

O premiê é membro do SYRIZA – uma coalizão política que se autodenomina socialista democrática.

Alexis Tsipras defende uma postura rígida de “neutralidade religiosa”, eliminando todas as referências ao Cristianismo da Constituição grega.

No seu artigo 3, o texto constitucional afirma que a principal religião na Grécia é a “Igreja Ortodoxa de Cristo” e que “a Igreja da Grécia reconhece a Jesus Cristo como cabeça”.

Ateu declarado, Tsipras planeja excluir este artigo da Constituição e disse à imprensa estar confiante de que a igreja nacional concordará com sua proposta, pois “é suficientemente madura”.

Em reunião com o grupo parlamentar do SYRIZA, o premiê destacou que os princípios de neutralidade religiosa são “o futuro da Grécia”, que tem visto um aumento significativo no número de islâmicos nos últimos anos.

Tsipras é fã de Che Guevara e um de seus filhos leva Ernesto no segundo nome em homenagem ao guerrilheiro esquerdista argentino.

Por conta desta devoção, o primeiro-ministro ficou apelidado de “Che Guevara grego”, principalmente por sua militância comunista que o levou a ser líder do Syriza, que reúne várias correntes de esquerda.

 

Adaptado da fonte Gospel Prime

Deixe seu comentário

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter