PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Prêmio Nobel da Paz é alvo de novas acusações na Justiça do Mianmar

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Suu Kyi não é vista em público desde que foi presa em 1º de fevereiro durante o golpe militar.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

A Justiça de Mianmar apresentou, nesta segunda-feira (1º), duas novas acusações contra Aung San Suu Kyi, líder do partido Liga Nacional pela Democracia (NLD).

Vencedora do prêmio Nobel da Paz em 1991, a líder comandou o país até o golpe militar de 1º de fevereiro.

Suu Kyi está sendo acusada de publicar informações que poderiam “causar medo ou alarme” e de perturbar a “tranquilidade pública”.

Ela já responde processo na Justiça do Mianmar por importação ilegal de rádios de comunicação e por violar a Lei de Gestão de Desastres Naturais.

A audiência aconteceu  por videoconferência.

Suu Kyi não é vista em público desde que foi presa em 1º de fevereiro, junto com outros políticos do seu partido, em meio ao golpe de Estado promovido por militares.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.