Preocupadas, ONGs querem diálogo com o general Santos Cruz

Português   English   Español
Preocupadas, ONGs querem diálogo com o general Santos Cruz
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Mais de 50 organizações nacionais e estrangeiras que atuam no Brasil assinaram carta enviada nesta quarta-feira (9) ao ministro da Secretaria de Governo, general Carlos Alberto dos Santos Cruz, para manifestar preocupação com a decisão de monitorar organizações.

A estratégia das 50 organizações é inicialmente evitar confrontos com a gestão do presidente Jair Bolsonaro e fazer gestos em busca de interlocução.

Com isso em mentes, representantes destas ONGs pediram uma audiência com o general da reserva Santos Cruz para falar sobre o tema.

Entre os grupos que endossam o manifesto estão a Conectas Direitos Humanos, a Rede Nossa São Paulo, a Fundação Tide Setubal, os institutos Não Aceito Corrupção, Socioambiental (ISA), Sou da Paz e Ethos, os movimentos Agora!, Acredito e Brasil 21, a Transparência Brasil, o Geledés (Instituto da Mulher Negra) e a Oxfam Brasil.

Um trecho do documento enviado ao general, conforme publicado pelo “Yahoo“, afirma:

A existência de uma sociedade civil plural, atuante e autônoma é essencial para a qualidade da democracia. Não à toa, nossa Constituição assegura liberdades de associação, expressão e manifestação e veda qualquer interferência estatal no funcionamento das associações.

Em entrevista à “BBC Brasil“, Santos Cruz afirmou estar “de porta aberta” para conversar com lideranças da área.

O ministro acrescentou:

A melhor maneira é vir aqui para a gente conversar. […] Inclusive estou pensando até em convidar umas dez ou doze [ONGs] para vir aqui. Para mim, o de menos é o termo.

SIGA A RENOVA

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

Veja também...