- PUBLICIDADE -

Presidente da Alerj é alvo de busca e apreensão da PF

Chefe do MP-RJ diz que 27 deputados da Alerj são investigados por improbidade

A busca e apreensão contra Ceciliano faz parte de uma operação mais ampla contra Witzel.

- PUBLICIDADE -

O ministro Benedito Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), determinou, nesta sexta-feira (28), busca e apreensão contra o deputado André Ceciliano (PT), presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

Os agentes da Polícia Federal (PF) cumpriram mandados de busca e apreensão no prédio novo da Alerj, na rua da Alfândega, no centro do Rio. O jornal O Globo apurou que provas foram apreendidas no gabinete da presidência que agora fica lá.

A medida ocorre a partir de investigações da Procuradoria Geral da República (PGR), em parceria com a PF, e cumpre outros mandados de prisão e de busca e apreensão contra agentes públicos, políticos e empresários envolvidos, segundo a acusação, em crimes de corrupção e lavagem de dinheiro do grupo liderado pelo governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel.

Entre os alvos de prisão da operação estão o presidente do PSC, Pastor Everaldo, já preso, como noticiou a Renova Mídia.

O ministro do STJ também determinou o afastamento imediato do governador Witzel do cargo por irregularidades na saúde. Ele e outras oito pessoas, incluindo a primeira-dama Helena Witzel, também foram denunciados pela PGR por corrupção.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -