PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Presidente da Argentina pede desculpas à Bolívia

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Fernández classificou a queda de Morales na Bolívia como um “golpe de Estado”.

PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

O presidente da Bolívia, Luis Arce, acusou o governo de Mauricio Macri, da Argentina, de ter enviado “munições letais” para conter protestos no país em 2019.

Horas depois, o atual presidente argentino, Alberto Fernández, pediu desculpas.

Em carta enviada aos bolivianos, Fernández destacou a “dor e a vergonha” que sentiu quando soube do que teria ocorrido.

O mandatário pediu desculpas ao governo e aos habitantes da Bolívia em nome do povo argentino pela suposta colaboração de Macri na retirada do poder de Evo Morales.

Fernández descreveu a queda de Morales como um “golpe de Estado”.

Descobriu-se que uma remessa de material foi enviada de nosso país que só pode ser interpretada como um reforço da capacidade de ação das forças sediciosas contra a população boliviana naqueles dias“, escreveu o presidente argentino.

Foi uma colaboração decidida pelo governo do então presidente Mauricio Macri com a repressão militar e policial sofrida por aqueles que defendiam a ordem institucional em seu país“, acrescentou Fernández.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.