Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Presidente da Caixa critica politização de espetáculos

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Presidente da Caixa critica politização de espetáculos

“A gente não fez nenhuma contratação para fazer posicionamento político”, disse o presidente da Caixa.

Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), disse que o veto no patrocínios de espetáculos “não é censura”. 

Segundo O Globo, Guimarães afirmou que os projetos selecionados não foram aprovados na Caixa Cultural “para dar espaço a posicionamentos políticos”:

“Essa seleção já foi feita, ela tem contratos normais. Mas ela é para você falar da sua peça, não é para você fazer um posicionamento político no meio de uma peça. A gente não fez nenhuma contratação para fazer posicionamento político. Então, não há censura.”

No último sábado (4), segundo o jornal Folha, o presidente da República, Jair Bolsonaro, admitiu restringir algum tipo de obra, mas negou que houvesse censura:

“A gente não vai perseguir ninguém. O Brasil mudou. Com dinheiro público não veremos mais certos tipos de obra por aí. Mas isso não é censura. Isso é preservar os valores cristãos. É tratar com respeito a nossa juventude. É reconhecer a família como uma unidade familiar.”

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email