Presidente das Filipinas diz que era gay mas foi curado

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Em seus três anos como presidente, Duterte desenvolveu a reputação de fazer comentários polêmicos.

O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, disse que conseguiu se curar da homossexualidade com a ajuda de “lindas mulheres”.

Duterte fez os comentários na quinta-feira (30) durante discurso para uma multidão de filipinos em um evento em Tóquio, capital do Japão.

Ainda em seu discurso, o líder das Filipinas também pareceu tentar insultar o senador Antonio Trillanes, que é um importante crítico da repressão às drogas de seu governo, dizendo que o legislador é gay.

Em uma declaração fornecida por sua porta-voz, nesta segunda-feira (3), segundo a Folha, Trillanes disse:

“Ao admitir seu passado gay, começo a desconfiar da verdadeira natureza da aparente obsessão de Duterte por mim. Também é totalmente possível que sua projeção como homem-forte seja apenas fachada.”

Duterte concluiu o evento em Tóquio beijando várias mulheres da plateia sobre o palco, prática pela qual foi criticado no ano passado.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.