Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Presidente de partido da coligação de Haddad está foragido

Presidente de partido da coligação de Haddad está foragido
COMPARTILHE

Eurípedes Júnior e outras 16 pessoas ligadas ao PROS são alvo da investigação que apura o desvio de mais de R$ 2 milhões.

A Polícia Federal (PF) está em busca do presidente nacional do PROS (Partido Republicano da Ordem Social), Eurípedes Júnior, que é um dos alvos da Operação Partialis, deflagrada nesta quinta-feira (18).

A informação, confirmada pela coluna do jornalista Fausto Macedo, do jornal O Estado de S.Paulo, afirma que a prisão temporária de Eurípedes foi decretada pela Justiça Federal.

Na ação, a PF cumpre 17 mandados judiciais, sendo quatro de prisão preventiva e quatro de temporária. De acordo com a publicação, os agentes federais fizeram buscas na sede do partido, que é um dos aliados da campanha presidencial de Fernando Haddad (PT).

A investigação que resultou na busca por Eurípedes apura o desvio de mais de R$ 2 milhões em contratos da prefeitura de Marabá (PA) para compra de gases medicinais na cidade.

Outro lado

Em nota sobre a operação, o PROS afirma que “preza pela lisura e transparência de sua gestão e estará à disposição para prestar todos os esclarecimentos necessários.”

A sigla ainda diz que os advogados do partido e de Eurípedes analisam o processo para prestar o esclarecimento dos fatos, nega que exista “qualquer relação com as informações inicialmente apontadas” e destaca que o ex-prefeito de Marabá, João Salame, “não é filiado ao PROS”.

“O MP se pronunciou contrário à prisão temporária presente na decisão judicial que gerou a operação. Trata-se de uma acusação absurda sem fundamento jurídico algum”, afirma o partido.

 

Adaptado da fonte R7

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE