Português   English   Español
Português   English   Español

Presidente do COAF quer manter órgão no Ministério da Justiça

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Presidente do COAF quer manter órgão no Ministério da Justiça

Presidente do COAF defendeu permanência do conselho na Justiça durante palestra em Curitiba.

O presidente do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF), Roberto Leonel, defendeu a permanência do órgão no Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Em um congresso sobre combate à corrupção, em Curitiba, nesta segunda-feira (13), Leonel afirmou:

“O mais importante é que o COAF tem uma maior proximidade, uma maior interação ou uma maior aderência aos órgãos do Ministério da Justiça. Praticamente 80% dos nossos relatórios de inteligência financeira são direcionados a órgãos de persecução penal, Ministério Público, Polícia Civil, Polícia Federal.”

Segundo o G1, o ministro da Justiça, Sérgio Moro, também participou do evento. Eles comentaram a decisão da Comissão Mista do Congresso de transferir o COAF do Ministério da Justiça e Segurança Pública para o Ministério da Economia, comandado por Paulo Guedes.

A votação ocorreu durante a análise da medida provisória que reformula a organização dos ministérios.

O texto precisa passar ainda pelos plenários da Câmara e do Senado.

Compartilhe...

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Veja também_

TELEGRAM

Acompanhe todas as notícias através do nosso canal no Telegram.

Newsletter

Inscreva seu email na RENOVA para receber atualizações diárias com as últimas notícias do Brasil e do mundo.

Nome:

Email:

Fique tranquilo(a), assim como você também odiamos spam, você poderá sair quando quiser :)

Comentários_

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Nunca mais seja massa de manobra. Assine!