Português   English   Español

Presidente do STJ não vê ameaça em fala de Eduardo Bolsonaro

João Otávio de Noronha disse que a democracia do Brasil ‘não corre risco’.

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, foi um dos poucos no meio jurídico a não ver ameaça na fala do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) sobre ser necessário “um soldado e um cabo” para fechar o Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo informações do Diário do Poder, o magistrado Noronha disse que estão “exagerando” a importância do que o parlamentar falou. O presidente do STJ declarou:

O Brasil não corre nenhum risco de ter sua democracia arranhada.

O filho do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) disse que a repercussão tem o único objetivo de atingir a candidatura do pai à Presidência da República.

Através das redes sociais, ele explicou que apenas respondeu a uma “hipótese esdrúxula” de impugnação da candidatura presidencial de Bolsonaro, conforme noticiou Renova Mídia.

No início da tarde desta segunda-feira (22), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, pediu uma investigação sobre a fala do deputado federal mais bem votado da história de São Paulo.

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe seu comentário

Veja também...