Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Presidente do TSE reafirma posição contra voto impresso

Barroso sugere que STF é visto como protetor da ‘elite corrupta’
COMPARTILHE

“Fraude havia no tempo do voto impresso”, diz o presidente do TSE. 

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, voltou a garantir, nesta terça-feira (9), que as urnas eletrônicas nunca foram fraudadas no Brasil.

Durante uma videoconferência¹, Barroso classificou o auxílio do voto impresso como um “equívoco”:

“Há alguns equívocos que se disseminam e as pessoas passam a acreditar neles. Fraude havia no tempo do voto impresso. Desde quando as urnas eletrônicas foram implantas em 1996, nunca houve nenhum caso comprovado de fraude nas eleições.”

Barroso ainda fez uma comparação:

“Voltar ao voto impresso é como cancelar a assinatura da Netflix, comprar um videocassete e subsidiar locadoras para voltarem a alugar fitas.”

E, apontando uma suposta eficácia das pesquisas eleitorais, completou: 

“O presidente Fernando Henrique foi eleito por esse sistema, o presidente Lula no primeiro mandato, o presidente Lula no segundo mandato, a presidente Dilma no primeiro, no segundo e o presidente Jair Bolsonaro. Alguém acha que essas pessoas não foram as preferidas do eleitorado, inclusive, com o resultado correspondendo às pesquisas?”

Referências: [1]

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários