Português  English  Español  Español
Português  English  Español  Español

Presídio perdeu o vídeo da tentativa de ‘suicídio’ de Epstein

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Juiz dos EUA nega fiança e mantém pedófilo Epstein na prisão

Imagens do momento do suposto suicídio não estão no sistema das câmeras de vigilância da cadeia.

As imagens das câmeras de segurança da cela do bilionário Jeffrey Epstein no dia em que supostamente sobreviveu a uma tentativa de suicídio “não existem mais”, afirmaram procuradores federais perante um juiz na quinta-feira (9).

A cadeia onde Epstein estava detido, a Metropolitan Correctional Center, em Nova York, acreditava ter o vídeo que mostrava os guardas encontrando o magnata depois de uma aparente tentativa de suicídio, mas, ao invés disso, tinha imagens de outra parte da cadeia.

A Polícia Federal dos EUA, o FBI, percebeu que as imagens também não estão disponíveis no sistema de apoio das câmeras de vigilância devido a “erros técnicos”.

As imagens tinham sido requisitadas pelo advogado de Nicholas Tartaglione, um ex-policial que partilhava a cela com Epstein em julho quando o bilionário alegadamente tentou cometer suicídio.

Depois de ter sobrevivido a esta aparente tentativa de suicídio, Epstein passou a ser vigiado constantemente pelos guardas. Mesmo assim, o bilionário envolvido em crimes sexuais foi encontrado morto na sua cela no dia 10 de agosto.

Marc Fernich, um dos advogados de Epstein, disse que o desaparecimento das imagens “junta-se às perguntas sem respostas e aumenta a aura de mistério em torno da morte de Epstein, alimentando a percepção de que o público nunca vai saber o que realmente aconteceu”, informa a emissora Fox News.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Comentários

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Outras Notícias