Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch
Português  English  Español  Italiano  Français  Deutsch

Pretendemos ir atrás dos mandantes do caso Adélio, diz Bolsonaro

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia
Pretendemos ir atrás dos mandantes do caso Adélio, diz Bolsonaro

Ainda segundo o presidente, a ação poderá ser decidida pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou, nesta quinta-feira (3), que pretende “ir atrás dos mandantes” da facada que levou em Juiz de Fora, cidade no interior de Minas Gerais, durante a corrida presidencial.

Em transmissão ao vivo pelo Facebook, Bolsonaro disse que a Polícia Federal (PF) teve informações de que um dos advogados de Adélio Bispo, autor da facada, “agiu de modo errado” e, por isso, “fez [operação de] busca e apreensão no escritório dele”. 

“Nós queremos que seja investigado o material. Que venha a se saber quem seja ou são os mandantes”, afirmou o chefe do Executivo. 

Na última quarta-feira (2), Frederick Wassef, advogado de Bolsonaro, disse que havia uma “organização criminosa” por trás da tentativa de assassinato do presidente.

Compartilhe

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email