Português   English   Español

Previsão de mais um Natal terrível para os cidadãos da Venezuela

Previsão de mais um Natal terrível para os cidadãos da Venezuela
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Este Natal chegará para a maioria dos venezuelanos como nunca antes, envolvido em uma espiral hiperinflacionária, com um índice de preços que fechará 2018 a 4.500.000%, e com salários pulverizados.


Já é novembro e as decorações de Natal brilham… mas pela sua ausência, enquanto muitos cidadãos brincam falando sobre os gramas de presunto ou queijo que poderão comprar quando receberem seus bônus de Natal porque não será suficiente para mais nada, sem contar que poucas crianças receberão presentes.

As festividades chegarão quatro meses depois de o ditador Nicolás Maduro ter anunciado um pacote de medidas econômicas que incluiu um aumento salarial 35 vezes maior que o anterior, uma reconversão monetária e uma nova política tributária.

Para economistas, comerciantes e líderes que se opõem ao regime de Maduro, esse pacote acelerou a queda da economia da Venezuela barranco abaixo.

“É o primeiro Natal após a destruição do salário”, disse à EFE o diretor da empresa Ecoanalítica, Alejandro Grisanti, que divide a possibilidade de aproveitar essas festividades entre as famílias que recebem remessas do exterior e as que não recebem.

Uma família que não recebe remessas de um parente que está fora do país tem “capacidade de poupança zero” e só pode tomar medidas para “aumentar o consumo o máximo possível” e comprar produtos “duráveis” que lhe permita “sobreviver” até o primeiro trimestre do próximo ano”.

 

Adaptado da fonte Epoch Times

Curta e compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit
Share on vk

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...