PRF investigando infiltrações políticas na paralisação dos caminhoneiros

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse nesta segunda-feira (28) que a PRF vai investigar e separar possíveis infiltrados políticos nas manifestações dos caminhoneiros.

Líderes de entidades teriam denunciado as infiltrações para o governo, que repassou os dados para a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Segundo Padilha, o governo vai “fazer de tudo para que os infiltrados sejam separados pelas autoridades”. Questionado sobre como o governo faria isso, ele disse que a PRF “fala a linguagem dos caminhoneiros, sabe as suas dificuldades, conhece as suas características e atuará com respeito”.

O ministro Eliseu Padilha acrescentou:

A PRF conhece as estradas onde trabalha, conhece quem é líder do movimento caminhoneiros e sabe das infiltrações políticas. Ela está mapeando e não quer cometer nenhuma injustiça. Com muita cautela, vai começar a separar os infiltrados.

De acordo com informações da revista Isto É:

O ministro Sergio Etchegoyen (GSI), disse que a escolta oferecida pelas forças federais aos caminhoneiros está garantindo um fluxo maior nas estradas, pois muitos estavam parados porque sofriam ameaças. Ele afirmou ainda que estão buscando caminhoneiros que “estejam se aproveitando de um momento bastante crítico para o abastecimento brasileiro”.

Eles participaram de coletiva de imprensa após reunião com o presidente Michel Temer, pela manhã, para monitoramento da paralisação dos caminhoneiros e da crise do abastecimento no País.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia