Prisão de Richa complica discurso de vitimização do PT

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

A prisão do ex-governador Beto Richa (PSDB) esvazia mais um dos discursos vitimistas do PT: aquele segundo o qual o tucano seria “amigo” do juiz Sergio Moro e blindado pela força-tarefa da Lava Jato em Curitiba.

A prisão de um tucano do alto escalão na cidade sede original da Lava Jato enfraquece o discurso de que Lula seria um perseguido político, que será especialmente martelado nesta terça-feira (11) durante a unção de Fernando Haddad como candidato no lugar do presidiário.

A notícia da prisão de Beto Richa também representa uma bomba para a campanha presidencial do tucano Geraldo Alckmin.

A prisão do ex-governador do Paraná é um revés significativo para Alckmin no momento em que sua candidatura já enfrenta sérias dificuldades para se firmar.

Adaptado da fonte BR18

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.