Prisão perpétua para babá que matou duas crianças nos EUA

Yoselyn Ortega, imigrante da República Dominicana, assassinou a facadas dois irmãos, um de 6 e outro de 2 anos, em 2012, na cidade de Manhattan.

Uma babá foi condenada à prisão perpétua nessa segunda-feira (14) pelos assassinatos de duas crianças.

Yoselyn Ortega, 56 anos, foi acusada de matar a facadas Leo Krim (6 anos) e a irmã mais nova dele, Lucia (2 anos).

Os corpos das crianças foram deixados dentro da banheira do apartamento em que viviam com os pais, em Manhattan, nos Estados Unidos. O crime ocorreu em 2012.

De acordo com informações do Estadão:

Durante o julgamento, o juiz Gregory Carro afirmou que se tratava de um caso de “pura maldade” antes de conferir a condenação.

À corte, Ortega, que é da República Dominicana, afirmou, em espanhol, que estava “muito arrependida” pelo o que ocorreu e pediu pelo “perdão” de Deus e dos pais das crianças. A babá admitiu que não se sentia bem no dia do crime.

Segundo a acusação, a motivação para o crime partiu de problemas financeiros enfrentados pela babá após trazer o filho, de 17 anos, para o país, e por ressentimento contra Marina Krim, que era casada com um executivo e considerada a “mãe que ela nunca seria”.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *