Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Prisão perpétua para terrorista que matou cinco pessoas na Suécia

Tarciso Morais

Tarciso Morais

COMPARTILHE

Um extremista islâmico do Uzbequistão, que matou cinco pessoas com um caminhão em 7 de abril de 2017 em Estocolmo, foi condenado nesta quinta-feira (7) a prisão perpétua por terrorismo.

Rajmat Akilov, de 40 anos, que foi preso algumas horas depois do crime, declarou durante o julgamento que foi autorizado por autoridades do Estado Islâmico (EI) no Iraque e na Síria para realizar uma operação suicida em Estocolmo.

No entanto, fugindo do padrão, o grupo jihadista EI nunca reivindicou a responsabilidade pelo ataque, que matou três mulheres suecas, uma delas criança, um britânico e um belga.

De acordo com informações do BOL:

Akilov foi condenado por cinco homicídios de natureza terrorista e 119 tentativas de homicídio dos transeuntes que estavam na mais movimentada rua de pedestres da cidade.

Dez pessoas ficaram feridas durante o ataque, que durou 40 segundos.

O tribunal especial na capital, que acompanhou o pedido do Ministério Público, também determinou que Akilov terá de ser deportado quando deixar a prisão e não poderá voltar ao país.

Na prática, os condenados à prisão perpétua na Suécia geralmente cumprem uma média de 16 anos de prisão.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram