PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Prisão preventiva para Cristina Kirchner por receber propinas

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

A ex-presidente da Argentina, Cristina Kirchner, foi alvo de um pedido de prisão preventiva nesta segunda-feira (17), por parte de um juiz federal do país, sob a acusação de ter recebido propinas milionárias.

A investigação envolve empresários do setor de construção civil que realizaram obras públicas durante os mandatos da ex-presidente esquerdista e no anterior, de seu marido, Néstor Kirchner, já falecido.

No entanto, como atualmente é senadora e tem foro privilegiado, a ex-governante não poderá ser detida, a menos que dois terços dos colegas de Senado aprovem a perda de sua imunidade.

Fontes ligadas ao processo judicial disseram à Agência Efe que o juiz responsável pelo caso, Claudio Bonadio, pediu a prisão de Cristina, de outros ex-integrantes do governo e de empresários suspeitos de pagar propina por “formação de quadrilha”.

Desde que o escândalo de corrupção veio à tona, no começo de agosto, vários empresários e ex-funcionários do governo acusados fizeram acordos de delação premiada e reconheceram a existência das propinas e o envolvimento de Cristina e Néstor em esquemas escusos.

 

Adaptado da fonte EFE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.