Português   English   Español
Português   English   Español

Privatização dos Correios ‘ganha força’ no governo, diz Bolsonaro

Privatização dos Correios 'ganha força' no governo, diz Bolsonaro
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

“Serviços melhores e mais baratos só podem existir com menos Estado e mais concorrência, via iniciativa privada”, afirmou Bolsonaro.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou, nesta sexta-feira (7), que a privatização dos Correios “ganha força” no governo.

“Serviços melhores e mais baratos só podem existir com menos Estado e mais concorrência, via iniciativa privada. Entre as estatais, a privatização dos Correios ganha força em nosso governo”, escreveu o Bolsonaro na rede social Twitter.

No mês de abril, o presidente afirmou que deu “sinal verde” para que sejam feitos estudos para a venda da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT).

Na última quinta-feira (6), o atual presidente da estatal, general Juarez Aparecido Cunha manteve seu posicionamento contrário ao projeto de privatização da companhia, afirmando que apenas a parte lucrativa da empresa irá para a iniciativa privada, e os brasileiros terão que arcar com os custos do que restar.

Ainda na quinta, em decisão positiva para o governo, o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que o processo de venda ou de perda de controle acionário de empresas subsidiárias de estatais não precisa ser aprovado pelo Poder Legislativo.

A Suprema Corte proibiu, entretanto, o governo de vender a chamada “empresa-mãe”, ou seja, a companhia pública ou a sociedade de economia mista, sem autorização dos parlamentares.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on telegram
Share on reddit
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!