Português   English   Español
Português   English   Español

Procurador do RS quer interferir na publicidade do Banco do Brasil

Procurador do RS quer interferir na publicidade do Banco do Brasil
Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

Após pedido de Bolsonaro, Banco do Brasil tirou do ar peça publicitária que não atingia “todo o espectro de jovens”.

Ministério Público Federal do Rio Grande do Sul (MPF-RS) ajuizou ação civil pública na tarde de quarta-feira (8) contra contra a União e o Banco do Brasil.

O pedido é do procurador regional dos Direitos do Cidadão, Enrico Rodrigues de Freitas, em conjunto com o Nuances – Grupo Pela Livre Expressão Sexual, informa o G1.

A ação exige que a peça publicitária do BB, denominada “Selfie”, que foi retirada do ar, seja novamente veiculada conforme foi contratada originalmente.

Segundo a RENOVA, o presidente do banco estatal, Rubem Novaes, explicou o motivo por trás da decisão de retirar o comercial do ar:

“Não gostei por uma razão muito simples: nosso objetivo é atingir todo o espectro de jovens, que não vi representado.”

A ação estipula o valor de R$ 51 milhões para a causa, por dano moral coletivo.

Conforme o MPF, a quantia deve ser direcionada ao orçamento da comunicação social da Presidência da República, e deverá ser aplicada em campanha de conscientização de enfrentamento ao racismo e à LGBTQfobia.

Compartilhe...

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on reddit

Deixe seu comentário...

A RENOVA Mídia não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários dos visitantes do site. NÃO publique ofensas, discordar não é ofender. Caso encontre algum material com ofensas, denuncie. Lembre-se que ao comentar em nosso portal você concorda com estes Termos de Uso.

Veja também...

Curta a RENOVA!