Procurador dos EUA envia alerta para família de imigrantes ilegais

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

O procurador-geral dos Estados Unidos, Jeff Sessions, reforçou a política migratória de “tolerância zero” do governo Donald Trump.

Ao lado do chefe da polícia migratória ICE, Thomas Homan, em San Diego, o procurador Sessions declarou:

Não queremos separar famílias, mas não queremos que famílias venham à fronteira ilegalmente. Se você cruzar a fronteira ilegalmente vamos processá-lo, é simples assim.

Jeff Sessions acrescentou:

Se você contrabandear estrangeiros ilegais por nossa fronteira, vamos processá-lo; se contrabandear uma criança, vamos processá-lo. E a criança será separada de você, conforme exigido pela lei.

Uma centena de centro-americanos atravessaram o México até os Estados Unidos com o objetivo de pedir asilo.

A mobilização foi muito criticada por Trump, que chegou ao poder com a promessa de deportar milhões de imigrantes ilegais e construir um muro gigantesco na fronteira sul do país.

O procurador-geral explicou:

Os americanos têm razão, e é justo e decente que peçam isto, que queiram fronteiras mais seguras e um governo que saiba quem está aqui e quem não. Donald Trump se lançou à presidência com esse ideal, acreditamos que é um dos grandes motivos pelos quais ganhou.

De acordo com informações da AFP:

Sessions assegurou que aumentará o número de procuradores e juízes de migração para processar os casos de asilo.

Os Estados Unidos “não podem acolher todo mundo da Terra que esteja em uma situação difícil”, indicou.

“Queremos que todo mundo saiba que esta fronteira não está aberta. Não venha ilegalmente. Faça seu pedido, espere sua vez”, disse Sessions, cujo discurso foi brevemente interrompido por um manifestante.

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Isso também pode te interessar

Deixe seu comentário

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações