Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Procurador-geral dos EUA aponta risco de fraude em voto pelo correio

Investigação Trump-Rússia foi sabotagem, diz procurador-geral
Imagem: AP Photo/Andrew Harnik
COMPARTILHE

O voto pelo correio vem sendo apontado por Trump como uma forma da esquerda fraudar as eleições nos EUA.

William Barr, procurador-geral dos Estados Unidos, criticou, neste domingo (21), o uso de cédulas de votação enviadas por correio nas eleições presidenciais.

Barr alertou o governo Donald Trump que a medida poderia “abrir as portas para possíveis fraudes”.

O comentário de Barr reforça o discurso de Trump, que em inúmeras ocasiões disse aos norte-americanos que haveria risco no envio de cédulas eleitorais por correio.

Barr afirmou que as cédulas enviadas por correio “abrem as portas para possíveis fraudes” e abalam a confiança dos cidadãos no resultado da eleição.

O procurador-geral sugeriu ainda que as cédulas podem ser roubadas das caixas de correio das pessoas, ou até mesmo que alguma potência estrangeira pudesse imprimir “dezenas de milhares de cédulas falsas” como forma de ter influência do resultado.

Referências: [1]

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários