Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Procurador-geral dos EUA critica China por prisão de manifestantes

Tarciso Morais

Tarciso Morais

Procurador-geral dos EUA critica China por prisão de manifestantes
COMPARTILHE

“Partido Comunista Chinês não pode ser confiável”, destacou o procurador-geral dos EUA.

William Barr, procurador-geral dos Estados Unidos, condenou a decisão da China de prender mais de uma dúzia de líderes de movimento pró-democracia em Hong Kong.

Os líderes de Hong Kong foram presos por supostos crimes cometidos durante os protestos em massa do ano passado.

Em mensagem no sábado (18), Barr declarou:

“Condeno o mais recente ataque ao Estado de Direito e à liberdade do povo de Hong Kong. Esses eventos mostram como os valores do Partido Comunista Chinês são antitéticos em relação aos que compartilhamos nas democracias liberais ocidentais.” 

E, segundo o jornal Washington Examiner, acrescentou:

“Essas ações — juntamente com sua atividade de influência maligna e espionagem industrial aqui nos Estados Unidos — demonstram mais uma vez que o Partido Comunista Chinês não pode ser confiável.”

No fim de semana, o Partido Comunista Chinês (PCC), no poder, prendeu 15 dos principais líderes do movimento pró-democracia em Hong Kong.

Alguns foram libertados sob fiança no fim de semana, mas todos devem com

- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.