Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

Procurador-geral ordena análise de denúncias envolvendo Hillary e a venda de urânio pra Rússia

COMPARTILHE

Promotores federais receberam ordens de Jeff Sessions para avaliar a relação entre a venda do urânio dos EUA com negócios ilegais da Fundação Clinton, deixando a porta aberta para nomeação de um procurador-especial.

Em uma carta obtida pela Fox News, o Departamento de Justiça respondeu aos pedidos de 27 de julho e 26 de setembro do presidente do Comitê Judiciário da Câmara, Bob Goodlatte, e de outros membros do comitê, que pediram a nomeação de um procurador-especial para investigar Hillary Clinton e sua fundação.

A divulgação da carta ocorreu na véspera do testemunho do Procurador-geral, Jeff Sessions, perante esse mesmo comitê, agendado para esta terça-feira (14).

RENOVA alertou semanas atrás para as investigações em andamento na Câmara e no Senado sobre o suposto caso de corrupção envolvendo a administração Obama e  a venda de urânio para a Rússia, no período em que Hillary Clinton atuava como Secretária de Estado.

Stephen Boyde, assistente do Procurador-geral, confirmou a informação da Fox News:

O Procurador-Geral dirigiu promotores federais para avaliar certas questões levantadas nas cartas dos congressistas.

PUBLICIDADE

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Comentários_

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da RenovaMídia.

Ao comentar você concorda com nossos termos de uso e política de privacidade.

Assinar
Notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários

PUBLICIDADE