- PUBLICIDADE -

Procuradora será investigada a pedido de Mendes e Toffoli

- PUBLICIDADE -

A Corregedoria Nacional do Ministério Público instaurou reclamação disciplinar contra a procuradora Monique Cheker, do Rio de Janeiro.

A iniciativa visa investigar declarações feitas por ela, no Twitter, em que insinuava que ministros do STF recebiam “por fora” para julgar a favor de “companheiros”.

Monique Cheker postou na segunda-feira (2) em seu perfil na rede social:

De acordo com informações da Folha de S. Paulo:

No dia seguinte, Luiz Fernando Bandeira de Mello, conselheiro do CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público), enviou representação ao corregedor Orlando Rochadel para que fosse apurada “eventual infração disciplinar” contra a procuradora.

O ministro Gilmar Mendes também encaminhou a publicação de Monique Cheker ao corregedor, via mensagem instantânea de celular, pedindo providências “em nome próprio” e em nome do ministro Dias Toffoli.

Os magistrados postularam ainda “a adoção de medidas de cunho disciplinar para o esclarecimento da questão”.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -