Professor atira em si mesmo em protesto contra Donald Trump

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Um professor de Las Vegas está enfrentando acusações criminais depois de ter atirado no próprio braço em protesto contra o presidente Donald Trump.

O jornal Las Vegas Review informou na terça-feira (11) que o professor de sociologia do College of Southern Nevada, Mark J. Bird, foi acusado de porte ilegal de arma de fogo.

Registros do tribunal obtidos pelo jornal local revelaram que Bird disparou contar si mesmo em um banheiro da escola como forma de protesto ao presidente Donald Trump. Um relatório policial detalhando o incidente, no entanto, não detalhou o raciocínio do professor por trás do disparo.

No dia do tiro, o professor Bird teria sido visto saindo de um banheiro escolar sangrando, antes de desmaiar.

No banheiro, a polícia do campus encontrou uma nota de US $ 100 que foi pregada em um espelho, além de um recado: “Para o zelador.”

A polícia do campus também informou ter encontrado uma pistola calibre 22 no chão do banheiro e um invólucro de munição gasto.

 

Adaptado da fonte The Hill
Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Isso também pode te interessar

Deixe seu comentário

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações