Português   English   Español

Professor que encontrou falhas na urna eletrônica deixará o Brasil

O professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Diego Aranha, é uma das poucas pessoas independentes, sem relação com o governo, que conseguiram realizar testes nas urnas eletrônicas em busca de  vulnerabilidades.

A luta de Diego Aranha era a adoção de um modelo mais seguro de contagem de votos. Uma das ideias seria adicionar uma camada extra: o voto impresso.

Infelizmente, na semana passada, o Supremo Tribunal Eleitoral suspendeu a implantação do voto impresso nas próximas eleições por 8 a 2.

Decepcionado, o pesquisador está deixando o Brasil para dar aulas na universidade Aarhus, a maior da Dinamarca.

Aranha explicou:

A decisão veio de uma desilusão generalizada com o estado completamente disfuncional do país. A (in)segurança da urna eletrônica é apenas mais um exemplo infeliz.

Entre as vulnerabilidades encontradas nas urnas eletrônicas pelas equipes de pesquisa, poderia até ser possível alterar o voto de alguém diretamente — mesmo que o tempo de análise tenha sido curto para ‘maiores’ comprovações. Ainda, também é possível ludibriar cidadãos alterando textos na tela.

Com informações de [TecMundo,Baguete]

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter