Profissionais que atuaram em Brumadinho sob observação por décadas

Idiomas:

Português   English   Español
Profissionais que atuaram em Brumadinho sob observação por décadas
TARCISO MORAIS
TARCISO MORAIS
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia.

O governo federal anunciou que acompanhará por 20 anos profissionais que atuaram na tragédia em Brumadinho (MG).

O porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros, anunciou nesta segunda-feira (18) que o Ministério da Saúde vai acompanhar por 20 anos a saúde de profissionais que atuaram em Brumadinho nas últimas semanas.

A saúde de 1.000 profissionais que atuam no resgate das vítimas do rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão ficarão sob análise governamental por duas décadas.

O desastre aconteceu no dia 25 de janeiro e deixou até agora 169 mortos e 141 pessoas desaparecidas.

O porta-voz disse que entre os profissionais que terão acompanhamento, estão bombeiros, agentes da Força Nacional de Segurança, Defesa Civil e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama).

Pesquisadores da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), do Instituto Evandro Chagas, das universidades federais de Minas Gerais e Rio de Janeiro, a UFMG e a UFRJ, além da organização internacional Médicos Sem Fronteiras, serão colaboradores do acompanhamento, registra o site Poder 360.

Newsletter RENOVA

Receba diariamente as principais notícias do Brasil e do Mundo.

Curta e compartilhe esta notícia

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário

Veja outras notícias em destaque