Português   English   Español

Promotor diz que habeas corpus ‘virou um instituto prostituído’

Em fórum promovido pelo jornal Estadão, Marcelo Mendroni, promotor do Ministério Público de São Paulo, disse estar bastante incomodado com a alta quantidade de pedidos habeas corpus.

O promotor declarou:

Houve um exagero, virou um instituto prostituído. A gente tem que usar o habeas corpus quando alguém vai preso e não cometeu o crime. Principalmente o de ofício. Essa é uma situação que me incomoda sobremaneira. Pacotes de medidas legais que venham a gerar uma punição efetiva para os corruptos seriais e também medidas que possam ajudar na prevenção aí no médio e longo prazo serão sempre bem-vindas.

Sobre a farsa petista de insistir no discurso da candidatura do presidiário Lula, o promotor Marcelo Mendroni aproveitou para afirmar que “seria imoral um condenado por corrupção virar representante da população”.

 

Com informações de O Antagonista

Deixe seu comentário

Veja também...