- PUBLICIDADE -

Promotoria dos EUA pede 10 anos de prisão para ex-presidente da CBF

- PUBLICIDADE -

Acusação alega que crimes pelos quais José Maria Marin foi condenado poderiam render sentença de 24 anos de prisão, mas pediram menos porque o réu (já condenado) tem uma idade avançada.

A Promotoria do Distrito Leste de Nova York pediu que o ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) seja sentenciado a 10 anos de prisão por seu envolvimento no escândalo de corrupção da Fifa.

Acusado de corrupção e lavagem de dinheiro, José Maria Marin está em um presídio no Brooklyn desde que foi condenado, após um julgamento pelo júri que durou seis semanas entre novembro e dezembro do ano passado. A sentença do processo deverá ser publicada na próxima quarta (22).

Ao lado de outros ex-cartolas sul-americanos, Marin foi processado por corrupção privada e lavagem de dinheiro envolvendo a venda dos direitos de TV da Copa América, da Libertadores e, só no caso de Marin, também da Copa do Brasil.

Na peça protocolada nesta terça (14), que tem 47 páginas, a equipe da promotoria liderada por Robert Donoghue afirma que os crimes cometidos por Marin deveriam ser sentenciados a uma pena que variaria entre 235 e 293 meses (mais de 24 anos de prisão).

Mas os promotores recomendaram uma sentença de 10 anos, levando em conta a idade avançada do ex-presidente da CBF (86 anos). Marin foi transferido para um presídio próximo de Nova York desde a condenação em dezembro.

Além da prisão, os promotores pediram à juíza do caso, Pamela Chen, que ordenasse uma pena financeira dura para o ex-dirigente – “restituição e multa substancial”, conforme escreveram na peça.

Antes de ser condenado em dezembro, ele estava em regime de prisão domiciliar. Ele foi preso em 2015 na Suíça e foi extraditado para os Estados Unidos.

Os advogados do brasileiro, por outro lado, argumentam que o tempo em que ele preso deveria ser considerado cumprimento de pena e pleitearam a libertação imediata do ex-cartola.

 

Com informações da Buzzfeed
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -