- PUBLICIDADE -

Promotoria pedirá pena de morte para atirador de sinagoga nos EUA

Promotoria pedirá pena de morte para atirador de sinagoga nos EUA

- PUBLICIDADE -

Legistas identificam as 11 vítimas do ataque e entre elas estão dois irmãos e uma mulher de 97 anos.

A promotoria federal dos Estados Unidos pedirá pena de morte para Robert Bowers, americano de 46 anos preso após o ataque que deixou 11 mortos em uma sinagoga de Pittsburgh, na Pensilvânia.

Ele vai ser indiciado por 29 crimes, incluindo obstrução do livre exercício das crenças religiosas – crime de ódio nos EUA – e uso de arma de fogo para cometer assassinatos.

As autoridades confirmaram no domingo que ele fez uma série de declarações antissemitas antes de iniciar o ataque na sinagoga e mesmo depois de ser preso.

“Durante seu ataque contra as pessoas na sinagoga, Bowers citou o genocídio e seu desejo de matar os judeus”, afirmou Scott Brady, promotor do distrito oeste da Pensilvânia.

Segundo testemunhas ouvidas no sábado, o homem gritou: “Todos os judeus devem morrer”.

 

Adaptado da fonte Estadão

PUBLICIDADE

- PUBLICIDADE -

TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -