Prona pede reativação do registro do partido ao TSE

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Ação tenta refundar sigla extinta em 2006 após fusão com o PR. Enéas Carneiro foi o seu principal representante.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu um pedido para reativação de registro do Partido de Reedificação da Ordem Nacional (Prona).

A sigla foi fundada pelo falecido Enéas Carneiro, que se autointitulava “o maior líder do conservadorismo” do Brasil.

A ação, que é assinada pelo advogado Pedro Carneiro, foi protocolada no dia 21 de novembro. A relatoria do processo está com o ministro Tarcísio Vieira de Carvalho Neto.

Segundo o site Metrópoles, os defensores da sigla argumentam que não foi dado baixa do registro no cartório de registro civil, “profetizando sua reativação no futuro”.

O grupo é coordenado pelo o ex-deputado federal Elimar Máximo Damasceno, que foi filiado ao Prona-SP, um dos mais próximos parlamentares a Enéas Carneiro, morto em 2007 após uma leucemia.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.