Propaganda enganosa da TIM sobre 5G na mira do Ministério da Justiça

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Além da TIM, as operadoras Vivo, Oi e Claro também foram alvo de processos.

Um processo de apuração foi aberto, nesta segunda-feira (9), para averiguar se a operadora de telefonia móvel TIM está realizando propaganda enganosa relacionada à oferta de serviços relacionados à tecnologia 5G.

A prática de propaganda enganosa é proibida pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC). 

A ação foi aberta pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacom) do Ministério da Justiça.

De acordo com Senacom, a TIM estaria veiculando publicidade mencionando a nova tecnologia, apesar do 5G ainda não estar disponível comercialmente no Brasil

Agora, a empresa tem até 10 dias para apresentar esclarecimentos e responder aos questionamentos apresentados pela Senacom. 

A Secretaria já abriu procedimentos de apuração semelhantes contra as operadoras Vivo, Oi e Claro.

Em nota oficial, a TIM declarou que considera inapropriado o uso do termo 5G na publicidade das empresas de telefonia, mas que manteve a menção diante da prática pelas demais concorrentes.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.