Propinas de empreiteiras do Brasil também chegaram na Bolívia

Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Uma comissão investigadora de congressistas bolivianos encontrou “indícios de propinas” das empresas brasileiras Odebrecht e Camargo Corrêa na construção de estradas.

As informações foram divulgadas nesta terça-feira (11) por uma legisladora governista.

O Parlamento “nos instruiu fazer uma investigação completa para detectar se havia indícios de suborno nas estradas que as empresas brasileiras construíram na Bolívia e se a Lava Jato chegou à Bolívia. Ambas as situações estão confirmadas”, disse Susana Rivero, presidente da comissão investigadora.

Os congressistas começaram suas investigações depois que, em abril, o “presidente” Evo Morales solicitou averiguar as denúncias publicadas nessas datas pela imprensa local, sobre as atividades de empresas construtoras brasileiras, assim como determinar se a operação Lava Jato tinha alguma informação sobre ações ilegais na Bolívia.

Rivero detalhou que junto a um escritório do governo de investigações financeiras analisaram as contas bancárias de 179 pessoas de governos anteriores.

“O relatório final dará conta dos que tiverem movimentos incomuns, suspeitos ou provas de supostos subornos com Odebrecht e Camargo Corrêa, fundamentalmente”, detalhou a parlamentar.

 

Adaptado da fonte Correio Braziliense
Twitter
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Isso também pode te interessar

Deixe seu comentário

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações