Protesto em Brasília a favor da Lava Toga tem atrito com policiais

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Mobilização que ocorreu na Praça dos Três Poderes, em Brasília, reuniu senadores, movimentos políticos e cidadãos.

Na tarde desta quarta-feira (25), manifestantes se reuniram na Praça dos Três Poderes, em Brasília, para ato em defesa da instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Lava Toga.

O protesto foi convocado tanto por movimentos sociais como por parlamentares que defendem a instauração do colegiado no Senado.

Na manifestação, segundo o site Poder360, havia cartazes com fotos do presidente da República, Jair Bolsonaro, máscaras com os rostos do ministro da Justiça, Sergio Moro, e do ministro Gilmar Mendes, do STF. No ato, palavras de ordem eram proferidas contra magistrados do Supremo.

O ato porém teve momentos de tensão. De acordo com o jornal Correio do Povo, o grupo que estava no ato tentou derrubar as grades que cercam a área externa do STF para invadir o edifício-sede do Supremo, o que levou policiais a disparar gás lacrimogêneo para dispersar a multidão.

Um policial militar foi atingido por uma pedra, mas, segundo apurou o Estado/Broadcast Político, o estado dele não é grave. O jornalista do SBT, Daniel Adjuto, compartilhou um vídeo do momento em que o agente é retirado do local.

Por outro lado, ativistas e cidadãos alegam que as forças de segurança agiram com truculência para dispersar a manifestação a favor da CPI da Lava Toga.

Em postagem no Twitter, o jovem ativista conservador Carmelo Neto, ex-coordenador do Movimento Brasil Livre no Ceará, afirma que “quem agrediu os manifestantes foi a polícia do Supremo, e não do Senado. Transformaram uma manifestação pacífica num palco de guerra”.

“Uma das cenas mais absurdas que eu já vi em toda a minha vida. A ditadura da toga está em vigor, podem ter certeza. Precisamos fazer alguma coisa!”, acrescentou ele.

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email

Newsletter

Receba as principais notícias do dia, assine nossa newsletter gratuita.