PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Protestos continuam na Nicarágua após governo denunciar golpe de Estado

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

População continua sofrendo intensa repressão nas ruas da Nicarágua após o governo esquerdista de Daniel Ortega denunciar tentativa de golpe de Estado e abandonar a mesa de negociações.

Os protestos contra o governo esquerdista de Daniel Ortega começaram em 18 de abril, quando os estudantes se opuseram a uma reforma do sistema de pensões, mas se espalhou a outros setores após a repressão que deixa 76 mortos, 868 feridos e 438 presos.

As conversas entre o governo e a oposição entraram na quarta-feira (23) em um impasse, depois que a mediação dos bispos católicos não conseguiu aproximar posições para avançar na discussão, centrada na proposta de antecipar as eleições para encurtar o mandato do presidente Daniel Ortega.

De acordo com informações da Isto É:

Após a suspensão do diálogo houve ataques de grupos afins a Ortega nas cidades de León, Chinandega, Juigalpa e Nueva Segovia.

Na quarta-feira à noite, em León, foram registrados incidentes violentos que deixaram ao menos dois mortos e 54 feridos, 10 deles gravemente, por disparos de armas de fogo, pedras, morteiros artesanais e golpes, disseram familiares e a Cruz Vermelha.

Um dos falecidos, Manuel Chévez, foi atingido por disparo de fuzil, segundo sua tia Justa Ramírez.

A outra vítima foi identificada como Luis Díaz, integrante do grupo de seguidores do governo, que teria sido atingido por um morteiro artesanal, disse o diretor da Cruz Vermelha de León, Marcio Ocón.

Centenas de estudantes e habitantes saíram na madrugada de quinta-feira para marchar na movimentada estrada para Masaya agitando bandeiras e pedindo a renúncia de Ortega e de sua esposa e vice-presidente, Rosario Murillo. Mobilizações também havia em outras cidades do interior.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no email
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!
PUBLICIDADE. ANUNCIE AQUI!

Encontrou um erro?

Para comunicar um erro de português, de informação ou técnico, preencha o formulário abaixo.