Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

Provas ligam laboratório na China com origem do coronavírus, diz EUA

Tarciso Morais

Tarciso Morais

China aplica tarifas contra os EUA; Trump promete resposta
COMPARTILHE

EUA dizem ainda que a China teve todo o tipo de “oportunidade de evitar a calamidade”.

Mike Pompeo, chanceler dos Estados Unidos, afirmou, neste domingo (3), que há uma “enorme quantidade de provas” de que a pandemia do novo coronavírus se originou em um laboratório de Wuhan, na China.

A acusação é negada por Pequim. A Organização Mundial de Saúde (OMS), por outro lado, afirma que o coronavírus tem origem natural.

“Há uma enorme quantidade de provas de que foi ali que começou”, disse Pompeo à emissora ABC.

Pompeo destacou que o regime comunista tem um histórico de “infectar o mundo” e uma de administração de laboratórios abaixo do padrão.

O chanceler norte-americano enfatizou que a comunidade de inteligência americana tem recolhido provas de que o coronavírus foi criado pelo homem:

“Os melhores especialistas até agora parecem pensar que foi feito pelo homem. Não tenho motivos para não acreditar nisso neste momento.”

O chanceler também criticou o Partido Comunista Chinês por “esconder, distorcer e confundir” informações sobre a pandemia e utilizou a OMS (Organização Mundial de Saúde) em seu objetivo, destaca o portal UOL.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM