- PUBLICIDADE -

PSL aciona Conselho de Ética contra psolista Glauber Braga

PSL aciona Conselho de Ética contra psolista Glauber Braga
- PUBLICIDADE -

Braga disse que Moro será lembrado “pelos livros de história como o juiz que se corrompeu, como um juiz ladrão”.

O Partido Social Liberal (PSL) entrou com uma representação no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados contra o parlamentar Glauber Braga (PSOL-RJ).

O documento, que foi assinado pelo presidente do PSL, Luciano Bivar, pede que seja analisada a “quebra do decoro parlamentar” do psolista, por ter chamado o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, de “juiz ladrão” durante sessão na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara.

Na ocasião, Braga disse que Moro será lembrado “pelos livros de história como o juiz que se corrompeu, como um juiz ladrão”. A declaração do parlamentar causou o encerramento da sessão após confusão generalizada.

“Um desrespeito sem precedentes coma autoridade do Governo. A sessão foi encerrada após irmos para cima dele”, disse o deputado Carlos Jordy (PSL-RJ).

Confira a íntegra da representação encaminhada pelo PSL ao Conselho de Ética clicando aqui.

Através de publicações na rede social Twitter, o editor e cofundador do site panfletário Intercept, Glenn Greenwald, deu um destaque especial para as ofensas proferidas por Braga.

O ativista norte-americano ainda deu um jeito de legendar o vídeo onde o ex-juiz Moro é ofendido.

Segundo Greenwald, as declarações de Braga dão uma sensação do clima no Brasil após a publicação das reportagens do Intercept contendo supostos diálogos envolvendo integrantes da Operação Lava Jato.

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

TÓPICOS

COMPARTILHE

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -