Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch

PSL decide expulsar Bia Kicis por infidelidade partidária

Tarciso Morais

Tarciso Morais

PSL decide expulsar Bia Kicis por infidelidade partidária
Imagem: ANA RAYSSA/CB/D.A PRESS
COMPARTILHE

“Nunca recebi tantos parabéns por ter sido expulsa de algo”, disse Kicis sobre a situação com o PSL.

O Partido Social Liberal (PSL) decidiu, nesta quinta-feira (12), expulsar a deputada federal Bia Kicis (DF) dos quadros da legenda. 

Em notificação assinada pelo presidente nacional da sigla, Luciano Bivar, a expulsão é justificada pelo cometimento de “grave infração ética” e por “infidelidade partidária”.

No documento, Bivar cita o apoio de Kicis à criação do Aliança pelo Brasil, legenda que será liderada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro.

“É notório que a deputada em questão vem realizando campanha em favor do partido em formação denominado ‘Aliança’, e para tanto desacreditando a agremiação à qual pertence atualmente e contraindicando a permanência de filiados e novas filiações a esta agremiação”, registra o texto.

Bivar acrescenta que a conduta de Kicis, “pública e reiterada, implica em ofensa inadmissível à imagem do partido, bem como evidencia ação contrária ao programa partidário”, informa O Globo.

Em mensagem na rede social Twitter, Kicis comentou a expulsão:

“Nunca recebi tantos parabéns por ter sido expulsa de algo (PSL). Aliás, pensando bem, nunca havia sido expulsa de nada.”

E acrescentou:

“Jornalista do jornal O Globo me perguntou sobre a minha expulsão do PSL, se irei tomar alguma atitude. Respondi que já estou tomando… um espumante.”

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram