Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

PSL pune Eduardo Bolsonaro e outros 17 parlamentares

Tarciso Morais

Tarciso Morais

PSL pune Eduardo Bolsonaro e outros 17 parlamentares
COMPARTILHE

Punições contra deputados vão de advertência até suspensão das atividades partidárias por 12 meses.

A Executiva Nacional do Partido Social Liberal (PSL) decidiu, nesta terça-feira (3), aplicar punições contra 18 parlamentares alinhados ao presidente da República, Jair Bolsonaro.

Entre os alvos, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (SP), filho do chefe do Executivo, foi suspenso por um ano das atividades partidárias.

As punições contra os outros deputados vão de advertência até suspensão das atividades partidárias por 12 meses. 

As seguintes penas foram recomendadas pela Executiva Nacional do PSL:

  • Alê Silva: 12 meses
  • Bia Kicis: 6 meses
  • Bibo Nunes: 12 meses
  • Carla Zambelli: 6 meses
  • Carlos Jordy: 7 meses
  • Daniel Silveira: 12 meses
  • Eduardo Bolsonaro: 12 meses
  • General Girão: 3 meses
  • Filipe Barros: 6 meses
  • Junio Amaral: 3 meses
  • Luiz Philippe de Órleans e Bragança: 3 meses
  • Márcio Labre: 6 meses
  • Sanderson: 10 meses
  • Vitor Hugo: 7 meses

Outros quatro deputados foram punidos com advertência. São eles:

  • Aline Sleutjes;
  • Chris Tonietto;
  • Hélio Lopes;
  • Coronel Armando.

Há uma jogada política também na decisão do PSL de não decidir pela expulsão de deputados do partido ligados a Bolsonaro. 

Caso o PSL tivesse decidido pela expulsão dos deputados, poderia ficar mais fácil para que eles entrassem no novo partido Aliança pelo Brasil sem correrem o risco de terem o mandato cassado por infidelidade partidária, informa o site UOL.

- PUBLICIDADE -
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM