Português   English   Español

PSL quer representantes de Bolsonaro e Haddad acompanhando apuração

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

O presidente do PSL, Gustavo Bebianno, protocolou nesta sexta-feira (26) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pedido para que Rosa Weber autorize a entrada de cinco representantes de cada chapa na sala-cofre onde ocorre a apuração dos votos.

No documento, ele ressalta que atualmente só um grupo de técnicos e especialistas em informática podem acompanhar a totalização dos votos.

“Tal processo constitui apuração secreta, não possuindo amparo legal”, afirma Gustavo Bebianno.

O presidente do PSL acrescenta:

Um sistema de votação que afasta o cidadão da fiscalização compromete a confiabilidade, transparência e licitude do processo eleitoral e viola o princípio da cidadania, ante a impossibilidade material de se se conferir os votos, auditar a votação e acompanhar sua contagem e totalização, além de contrariar o princípio constitucional da publicidade e moralidade dos atos administrativos.

Adaptado da fonte O Antagonista

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Deixe seu comentário

Veja também...