Português   English   Español

PSL resiste a apoiar novo mandato de Maia na presidência da Câmara

PSL resiste a apoiar novo mandato de Maia na presidência da Câmara

Deputado Eduardo Bolsonaro diz que presidente da Câmara deve ter perfil semelhante ao de um “trator”. Eleição que vai renovar o comando da Casa acontece no dia 1º de fevereiro.

O PSL vai acatar o pedido do presidente eleito, Jair Bolsonaro, e não lançará candidato ao comando da Câmara, em nome da governabilidade.

Mesmo assim, o partido de Bolsonaro não quer apoiar a recondução de Rodrigo Maia (DEM-RJ) à presidência da Casa.

Aliados do capitão reformado do Exército afirmam que a Câmara precisa de um chefe com “pulso firme” e até mesmo o aval que Maia recebe da esquerda é citado como obstáculo para a aliança em torno do seu nome.

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente eleito, admitiu nesta segunda-feira (5) que o perfil procurado é semelhante ao de um “trator” para impedir o que chamou de “manobras” dos adversários.

“A gente sabe como vai ser a posição da esquerda”, afirmou o deputado no programa Poder em Foco, do SBT. “Acho que em 1º de janeiro já tem pedido de impeachment para ser impetrado. Então, com esse tipo de oposição, não tem como dar ouvidos: é tratorar”, emendou.

A eleição que vai renovar o comando da Câmara e do Senado está marcada para 1.º de fevereiro e já agita os bastidores do Congresso.

 

Adaptado da fonte Gazeta do Povo

Deixe seu comentário

Veja também...