Português   English   Español

PSOL quer bloquear WhatsApp até o fim das eleições

PSOL quer bloquear WhatsApp até o fim das eleições

O PSOL entrou com uma representação pedindo ao TSE para determinar que o WhatsApp providencie em até 72 horas mecanismo que restrinja o serviço do aplicativo, limitando o compartilhamento de mensagens e o tamanho de novos grupos na rede.

A medida é justificada para garantir o equilíbrio e lisura da disputa presidencial.

O partido requer ainda que, se o TSE entender que as limitações não são suficientes para o equilíbrio do pleito ou que não dê tempo para implementar, a Corte determine o bloqueio do WhatsApp no país de sábado (20) até o fim das eleições.

A ação do PSOL afirma:

Todos os atores envolvidos no pleito eleitoral, especialmente os canais por onde circulam as propagandas e discursos dos candidatos devem primar por fazer um papel cidadão para que as eleições ocorram com a lisura, ética e cidadania necessárias. Ao não realizar o seu papel de forma voluntária, deve fazê-lo por ordem do Poder Judiciário, a quem compete, em última instância, velar para que as eleições ocorram dentro da normalidade de do âmbito democrático.

O PSOL cita estudo feito pela Universidade Federal de Minas Gerais, Universidade de São Paulo e da plataforma de checagem de fatos Agência Lupa, que foi apresentado ao aplicativo para diminuir as notícias falsas.

Entre as medidas estão: restringir os encaminhamentos de 20 para cinco com o objetivo de limitar a disseminação de desinformação; restrição do número de transmissão de uma mensagem para contatos (atualmente é de 256 contatos ao mesmo tempo), além de limitar o número de grupos.

 

Adaptado da fonte JOTA
Tarciso Morais

Tarciso Morais

Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia

Assine nossa newsletter...

Inscreva seu e-mail para receber atualizações diárias com as últimas notícias do Brasil e do mundo.

Fique tranquilo(a), assim como você, odiamos spam :) Você poderá remover seu e-mail a qualquer momento.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email

Deixe seu comentário...

Veja também...