Português   English   Español

PT acusa Bolsonaro de deixar 60 milhões brasileiros sem médicos

O Partido dos Trabalhadores (PT) ataca o presidente eleito Jair Bolsonaro pela retirada da ditadura de Cuba do programa Mais Médicos.

O PT afirmou em nota nesta quinta-feira (15) que as declarações de Jair Bolsonaro sobre os cubanos que participam do programa Mais Médicos são fruto de preconceito ideológico.

Em nota, o partido afirma:

O preconceito ideológico, a ignorância sobre políticas públicas e a falta de sensibilidade social de Jair Bolsonaro vão deixar 60 milhões de brasileiros sem a assistência de 8,5 mil médicos cubanos participantes do programa Mais Médicos, criado em 2013 pelo governo da presidenta Dilma Rousseff.

Cuba convocou os cerca de 8,5 mil cubanos que atuam no Brasil a retornarem após rejeitar as medidas propostas por Bolsonaro para melhorar as condições de vida dos profissionais cubanos.

A Executiva petista também diz que Bolsonaro não conseguirá substituir rapidamente os cubanos que deixarão o país:

As consequências vão recair sobre a população, especialmente os mais pobres e mais vulneráveis”, afirma a nota. “A responsabilidade por mais esse desastre social recairá sobre Jair Bolsonaro e sobre os poderosos que o apoiam.

 

Adaptado da fonte Poder360

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter