Português   English   Español

PT avalia que Bolsonaro tem vantagem de 12 milhões de votos

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

A campanha presidencial de Fernando Haddad (PT) não descarta uma derrota no primeiro turno para Jair Bolsonaro (PSL).

As informações são da jornalista Andréia Sadi em seu blog no G1.

Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa ter mais da metade – 50% mais um – dos votos válidos. Isto é, os votos direcionados a candidatos, o que exclui brancos e nulos.

A avaliação no PT é a de que, se Fernando Haddad chegar no segundo turno, enfrentará um candidato com cerca de 12 milhões de votos de vantagem. É a conta que o comitê de campanha petista faz sobre a vantagem de Jair Bolsonaro.

Por ora, a estratégia de Haddad é testar para o debate desta noite de quinta-feira (4) na TV Globo um candidato com mais autonomia, descolando-se da imagem do PT: ele foi aconselhado a dizer que já trabalhou no mercado financeiro como operador, que foi conservador nas finanças na prefeitura de São Paulo e que o único “remédio” para o país é a democracia – “e só um democrata poderá fazer isso”.

Falta saber se Haddad conseguirá driblar o comando petista, que rejeita qualquer outro rótulo a não ser “o candidato do Lula, do PT”. E se haverá segundo turno.

 

Adaptado da fonte G1

Twitter
WhatsApp
Facebook
Google+
LinkedIn
Pinterest

Deixe seu comentário

Veja também...

Anunciante
e-consulters
Parceiro

Assine nossa Newsletter!

Preencha o formulário para assinar.

Nome Email
newsletter

Últimas publicações