Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
Português   English   Español   Italiano   Français   Deutsch
- PUBLICIDADE -

PT celebra “vitória” do ditador Maduro e denuncia imperialismo dos EUA

Tarciso Morais

Tarciso Morais

COMPARTILHE

Em nota conjunta, o Partido dos Trabalhadores (PT) e o Partido Comunista do Brasil (PCdoB) celebraram a “retumbante vitória política e eleitoral” do ditador Nicolás Maduro em eleição rejeitada pela maior parte da comunidade internacional.

O documento foi escrito pelas Secretarias de Relações Internacionais dos dois partidos brasileiros da extrema-esquerda.

Como era de se esperar, após o Brasil declarar que não reconheceria o resultado da fraude eleitoral na Venezuela, assim como outras dezenas de nações, o posicionamento dos países foi duramente criticado pelo PT e PCdoB.

Este triunfo, expressão da vitalidade do sistema eleitoral democrático venezuelano e dos sólidos laços do governo com o povo, é contestado pelo imperialismo estadunidense e governos lacaios da região latino-americana e caribenha, entre estes o governo golpista de Michel Temer.

Em nota emitida pelo chamado Grupo de Lima, de legitimidade questionável, e divulgada no site oficial do Itamaraty, governos hostis à Venezuela atacam o sistema eleitoral do país, o modelo político, afirmam que não reconhecem os resultados e propõem um conjunto de medidas de ingerência nos assuntos internos da Venezuela.

Em um comportamento que já se tornou a rotina, a extrema-esquerda brasileira se coloca ao lado de ditaduras mundo afora, isolando-se cada vez mais do consenso internacional.

O documento emitido pelos partidos concluiu exortando “o povo brasileiro a manifestar sua solidariedade com o povo fraterno do país vizinho” e atacando duramente a decisão do Grupo de Lima e do presidente Michel Temer.

Condenamos veementemente a posição do Grupo de Lima e do Itamaraty. Nunca a política externa brasileira foi tão partidarizada, subserviente e vilipendiada como tem sido sob o governo golpista. Além de participar dessa manobra intervencionista do Grupo de Lima, o governo ilegítimo de Temer rasga toda a tradição diplomática brasileira de trabalhar para soluções baseadas no diálogo e no respeito à autodeterminação dos povos e nações, envergonhando o país diante do mundo.

 

Com informações de: [PT]
- PUBLICIDADE -
Error: Embedded data could not be displayed.
TÓPICOS
COMPARTILHE
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram
Compartilhar no reddit
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
VEJA TAMBÉM
Error: Embedded data could not be displayed.