Português   English   Español

PT entra na Justiça contra vinheta patriótica do SBT

PT aciona PGR contra propaganda do SBT que retoma slogan da ditadura militar.

Deputados do PT entraram com representação na Procuradoria-Geral da República contra o SBT que veiculou vinhetas patrióticas.

Em uma das inserções na programação televisa da emissora, o bordão “Brasil, ame-o ou deixe-o” foi utilizado. A frase foi um dos principais slogans do período em que o País viveu sob regime militar.

A denúncia foi feita pelos parlamentares petistas Paulo Pimenta (RS), Paulo Teixeira (SP) e Wadih Damous (RJ).

Eles pedem à procuradora-geral da República, Raquel Dodge, a suspensão da propaganda e a vedação de nova veiculação semelhante, além de apurar a responsabilidade civil, administrativa e criminal do SBT.

Os deputados do PT também afirmam que o SBT deu “vazão ao discurso de ódio” por Jair Bolsonaro.

Um trecho do texto da representação afirma:

A propaganda veiculada dissemina ainda mais o ódio que vem sendo destilado contra adversários e minorias pelo grupo político vitorioso nas eleições presidenciais.

E acrescenta:

[E tenta] promover retrógrados valores ‘patrióticos’ que vigiam no regime militar, como se a prática de tortura, perseguição de adversários, constrição de liberdades civis e políticas fossem valores a serem cultuados nessa nova fase a ser vivenciada pela sociedade brasileira.

O empresário Silvio Santos, dono do SBT, foi alvo de dezenas de ameaças nas redes sociais desde que as vinhetas foram divulgadas, conforme noticiou a Renova Mídia.

Adaptado da fonte JOTA

Deixe seu comentário...

Veja também...

Newsletter Renova!

Preencha o formulário para assinar nossa newsletter.

Nome Email
newsletter