PT pega carona no caos para reforçar candidatura de Lula

O Partido dos Trabalhadores (PT) vai tentar surfar ao máximo nas manifestações dos caminhoneiros.

A sigla está usando a paralisação como mote para continuar defendendo a participação do presidiário Lula na disputa pela Presidência.

A ideia é aproveitar o a greve para reforçar o lançamento da candidatura do petista e manter vivo o movimento do #ForaTemer.

Os discursos devem dizer que “os brasileiros lembram qual era o preço do botijão de gás e da gasolina na era Lula”.

Segundo informações do blog Painel na Folha:

Desde que a crise dos caminhoneiros explodiu, o PT faz forte campanha nas redes sociais para alardear que combustíveis e gás eram mais baratos sob a batuta da legenda. As mensagens ignoram o revés da Petrobras no segundo mandato de Dilma Rousseff. Em 2015, a estatal registrou seu primeiro prejuízo desde 1991.

A Petrobras fechou o ano que antecedeu a queda de Dilma com rombo de R$ 34,8 bilhões.

Seis meses antes de a Câmara autorizar seu impeachment, Dilma enfrentou uma paralisação de caminhoneiros em rodovias de 14 estados. Ministros que atuaram ao lado dela dizem que o governo hoje erra feio na comunicação.

Tarciso Morais
Tarciso Morais
Fundador e editor-chefe da RENOVA Mídia